A mostrar 1–12 de 14 resultados

Erupção Vulcânica by António Maçanita Tinto

23,99 
Erupção Vulcânica by António Maçanita Tinto combina os melhores vinhos das colheitas de 2018, 2019 e 2021 para capturar a essência dos solos vulcânicos do Pico. Este vinho é uma celebração do terroir único do Pico, situado no meio do Atlântico, na base da montanha vulcânica. As vinhas são plantadas nas fendas das rochas vulcânicas formadas entre 500 e 2000 anos, próximas ao mar e protegidas por muros dos ventos salinos. A vindima manual seletiva em cestos de 20kg garante a qualidade das uvas, que passam por fermentação espontânea e maceração de 25 a 30 dias. Com uma cor rubi aberto, o nariz explosivo revela notas de fruta vermelha, fumo e mar. Na boca, é fresco e texturado, com salinidade e taninos finos. Ideal para pratos de tacho, carnes gordas e pratos de peixe complexos como caldeiradas e cataplana. Erupção Vulcânica é um tinto fresco, elegante e especiado.

Isabella a Proibida by António Maçanita Tinto

14,34 
Descubra a essência dos Açores com Isabella a Proibida by António Maçanita Tinto. Este vinho, originário do Pico, honra a história de resiliência da rainha Isabella, que protegeu as vinhas açorianas desde o século XIX. Mais que um vinho, é uma celebração de 200 anos de cultura e folclore. Com uma produção meticulosa que inclui vindima manual seletiva e transferência por gravidade, Isabella a Proibida garante pureza e autenticidade. O seu perfil aromático destaca-se com uma cor rubi escuro e intensas notas de maracujá, proporcionando uma experiência sensorial única. Ideal para acompanhar carnes vermelhas grelhadas e condimentadas, este tinto fresco e elegante cativa pelos seus toques salinos e especiados. Aprecie a simplicidade e a autenticidade de um vinho que é muito mais do que uma bebida, é um legado.

Arinto dos Açores Solera Branco

40,95 
Explore o Arinto dos Açores Solera Branco, um vinho que captura a essência de um terroir único, situado no meio do Atlântico, nas faldas do vulcão do Pico. As vinhas, abraçadas pela brisa marinha e protegidas por muros contra os ventos salinos, são cultivadas em solos vulcânicos com histórias de até 2000 anos, garantindo uma proximidade ao mar que confere ao vinho uma singularidade incomparável. A vinificação deste exemplar inicia com uma vindima manual seletiva, seguida de prensagem integral dos cachos e fermentação espontânea, sem adição de SO2, em cubas horizontais. O vinho amadurece num sistema Solera por 4 anos, enriquecendo o seu caráter. Apresentando uma cor amarelo palha luminoso, desvenda aromas intensos, terciários e minerais, com notas de iodo, favo de mel e citrinos. Na boca, é tenso, texturizado e complexo, destacando-se pela sua mineralidade e acidez marcante. Perfeito para acompanhar pratos de marisco, açorda, caldo de peixe ou caldeirada, o Arinto dos Açores Solera Branco é uma escolha excecional para quem procura um vinho intenso, fresco e pleno de complexidade.

Vinha dos Aards Branco

349,00 
Descubra o Vinha dos Aards Branco, um vinho único nascido dos solos vulcânicos da Criação Velha, com cerca de 1500-2000 anos de história. Esta vinha biológica, de 96 anos, encontra-se a escassos 60 metros do mar, nas fendas da rocha vulcânica, protegida por muros dos ventos salinos do Atlântico. A vinificação deste vinho segue métodos artesanais: vindima manual, seleção rigorosa, prensa direta e fermentação espontânea, com estágio de 18 meses sobre borra sem batônnage, unindo o inox e o carvalho francês na perfeição. Com cor amarelo citrino e toques de palha, desvenda aromas de iodo, sal e tília, complementados na boca por uma densidade notável e acidez vibrante, terminando com notas intensas de sal e iodo. É um vinho que evoca o mar em cada gole. Perfeito para acompanhar mariscos, peixes ou mesmo carnes brancas com gordura, o Vinha dos Aards Branco é uma escolha sublime para quem busca um vinho com carácter forte e uma ligação profunda ao seu terroir marítimo.

Sabor(z)inho by António Maçanita Tinto

109,99 
O Saborinho também conhecido por Tinta Negra ou Molar de Colares é uma das castas tintas tradicionais das ilhas dos Açores que quase desapareceu das vinhas. O Sabor(Z)inho apresenta uma boa textura, elegância e boa acidez. Um tinto fresco, de cor aberta, iodado, salino, complexo e com o sabor de algo que só poderia ter nascido no mar.

Maçanita Da Pedra Se Fez Extra Bruto nº2 Branco

99,00 
Vindima manual seletiva em cestos de 20Kg, prensagem de cacho inteiro, transfega após 12h para cubas de fermentação horizontais de 600-1000L. Primeira fermentação espontânea. Estágio durante 36 meses sur latte. Cor amarelo citrino palha, com notas de toranja, alguma tília, quase mel. Aroma a mar. Ataque tenso, fresco com bolha fina e muita salinidade.

Maçanita Vulcânico Tinto

16,64 
Vindima manual selectiva em cestos de 40kg, selecção em mesa de escolha, entrada na cuba por gravidade sem resurso a bombas. Cor ruby aberto, nariz com notas de cereja alcoólica, iodo e notas de cravinho. Na boca é fresco, textura média com muita salinidade e taninos finos. É um Tinto Vulcânico. Contém sulfitos.

Maçanita Terrantez do Pico Branco

53,89 
Primeiras prensas fermentadas em pureza da casta e as segundas prensas fermentadas em barrica de álcool 3º ano. Amarelo citrino brilhante, nariz intenso florias, com notas de chá, bergamota e iodo. Ataque cheio rico, com toque de iodo e sal. Contém sulfitos.

Maçanita Arinto Sur Lies Branco

32,32 
Vindima manual selectiva em cestos de 40Kg, prensagem de cacho inteiro, transfega após 24h para cubas de fermentação de 600-1000L deitadas como barricas, sendo os mostos durante a fermentação sujeitos a “battônage”. Cor amarelo citrino limpo. Aroma mineral puro, citrino com notas de toranja. Ataque tenso, fresco com uma mineralidade e acidez muito presentes, boa persistência e notas salinas. Contém sulfitos.